segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Os dois riscos da Cruz

Os dois riscos da Cruz de Cristo
A cruz de Cristo tem dois riscos. Um horizontal e outro vertical.
O vertical sustenta o horizontal e o eleva. Mas um não vive sem o outro.
Sem os dois é um pau, mas não é uma cruz.
Foi Jesus quem disse que quando fosse elevado atrairia todos a Ele.
Suspenso entre o céu e a terra ele mostrou o que fazer com a nossa cruz.
Morreu entre os dois riscos porque viveu os dois riscos:
o de pregar um céu para todos e uma terra para todos.
De dois riscos a cruz de Jesus foi feita: o do céu e o da terra.
O do céu vai fundo na terra e o da terra se eleva bem alto.
Era desses dois riscos que Jesus falava:
trazer o céu para a terra e levar a terra para o céu.
Como eram dois riscos que exigem muito, puseram Jesus entre eles.
É por isso que eu carrego crucifixos no peito.
Tem dois riscos este sinal.
Por isso quando me benzo, traço dois riscos sobre mim ou sobre os outros.
Céu na terra e terra no céu. Não, eu não tenho vergonha de usar crucifixos.
Para mim não é amuleto: lembrança de um perdão infinito! Eu uso crucifixos!
Fonte: Site oficial do Pe. Zezinho, scj